Eu tive passaporte americano em 2004,quando vencido renovei para ir a periguinação religiosa para Israel,agora preciso renovar e ter o visto novo americano,em Setembro vou fazer um passeio em Nova York com umas amigas. Só que meu primeiro passaporte depois que ele foi anulado eu rasguei todo e coloquei no lixo.Agora quando fui preencher o DS 160,eles pergunta se você já viajou para os Estados Unidos se sua resposta é sim tem de colocar data da viagem e o número do passaporte, a data eu sei de ida e volta mais o número do passaporte não tenho mais. Pergunto o que fazer.
Na solicitação que deve ser feita individualmente, você deverá preencher todos os dados, documentos e até mesmo selecionar qual o posto que irá comparecer para levar os documentos originais. Somente depois de preencher toda a solicitação, o sistema irá gerar a GRU, Guia de Recolhimento da União que é uma espécie de “boleto bancário” que deve ser paga para a emissão do passaporte. A taxa para a emissão atualmente é de R$257,25.
Menores de 18 anos devem estar presentes, juntamente com seus pais e representantes legais. De acordo com o site da Polícia Federal, na ausência de um dos pais, é necessário apresentar o formulário de autorização descrito no passo 1 com a firma do pai/mãe ausente reconhecida em cartório ou procuração específica, autorizando a emissão de passaporte ao menor, outorgada por um genitor ao outro, lavrada em cartório (procuração pública) ou com firma reconhecida (procuração particular). Maiores de 18 anos, devem estar presentes no momento da entrega dos documentos.
Irei sozinha para Paris, Munique, Praga, Viena, Bratislava, Budapeste, Zagrebe, e cidades da Itália. Serão 28 dias. Vou com a Maioria dos voucher de passagens pagas, e passagem de retorno para o Brasil saindo de Roma, todas as hospedagens também quitadas… pretendo levar a quantia de 1500 euros em especie e 2 cartões internacionais(1 com 1300 euros de limite e outro com 500 euros de limite). Eu vi no Post que a media segura é de 65 euros por dia, no meu caso será menos que 55 euros por dia (em especie), Como já terei pago as passagens e os hotéis, mesmo assim você acha mais seguro ir com 65 diários? Ou posso ir tranquila já que a maior parte do gasto já estará paga.
Applicants may fill the online application form by going to the tab placed below. Once the form is filled and submitted, applicant must print the completed application form and sign and submit the physical copy along with the supporting documents and the Passport to the concerned Indian Visa Application Center (IVAC) or directly at the Indian Mission on the scheduled appointed date. The instructions for filling the form and scheduling the appointment can be seen at Instructions for Regular Visa Application.
Chegou a hora de levar todos os documentos, certidões e comprovantes ao posto de atendimento da PF na sua cidade. Em algumas cidades, é necessário o agendamento prévio para comparecer ao posto em dia e horário determinados. Não é mais necessário levar foto para esse dia, já que atualmente a foto do passaporte é tirada na hora (vale a dica aí pra dar uma penteada antes de sair de casa).
Mas se você vai ficar na casa de alguém, vai precisar de uma carta convite. A pessoa que vai te fornecer a carta convite precisa ser cidadão europeu ou residir legalmente no Espaço Schengen com visto de residência permanente e vai precisar registra a carta oficialmente no órgão correspondente. Não vale carta de alguém que está estudando com visto temporário, por exemplo. 
Eu não veria problema em ir com o valor um pouco menor, MAS como sua passagem de saída é para 90 dias depois, isto pode acender um sinal de alerta para que façam te perguntar mais coisas. (quanto menor o tempo de viagem, menos perguntas costumam fazer) o pior que você pode fazer é dar a entender que parte do financiamento será obtido durante a viagem, porque pode ser interpretado como uma intenção de trabalhar ilegal.

Prova de residência no seu país de origem, para onde tenha intenção de retornar ao final de sua viagem para os Estados Unidos.  Essa prova normalmente é estabelecida através de família, trabalho, propriedades e outros laços ou compromissos para com seu país de origem e que seja(m) suficiente(s) para forçar o solicitante a voltar quando do final de sua viagem.
7. As seguintes categorias de pessoas são livres de pagarem emolumentos: a) parentes próximos – esposos, filhos (inclusive adoptados), pais (inclusive encarregados de educação ou tutores), avós, netos dos nacionais dos estados-membros da UE que residem legalmente no território da Rússia; b) membros das delegações oficiais, os quais na base dum convite dirigido ao Estado-membro ou à UE participam nos encontros oficiais, consultas, negociações ou programas de intercâmbio, bem como nos eventos organizados no território da Federação da Rússia por organizações intergovernamentais; c) membros dos governos e parlamentos nacionais ou regionais, tribunais constitucionais ou supremos, caso eles não são livres de necessidade de obter o visto (conforme o Acordo sobre a facilitação da concessão dos vistos entre a Rússia e a UE); d) alunos, estudantes, estudantes em pos-graduação que se dirigem para estudos ou estágio de estudos e professores que os acompanham; e) pessoas de capacidades reduzidas e seus acompanhantes caso seja necessário; f) pessoas que apresentaram documentos comprovantes da necessidade de efectuar uma viagem de carácter humanitário, inclusive para tratamento médico de urgência, e seus acompanhantes, bem como para estar presente num enterramento ou visitar um próximo gravemente doente; g) participantes nos eventos desportivos internacionais de juventude e seus acompanhantes; h) pessoas que participam nas actividades científicas, culturais ou outras de carácter criativo, inclusive nos programas de intercâmbio entre universidades e outros; i) participantes nos programas oficiais de intercâmbio entre as cidades geminadas.

Leticia, para Londres os requisitos de entrada não são necesariamente os mesmos do restante da Europa porque o Reino Unido não faz parte do Espaço Schengen. No entanto, eu recomendo seguir o mesmo padrão europeu, levando os mesmos documentos (seguro viagem, comprovante de estadia, passagem de volta, etc) pois garante que não terá problemas na entrada. 

Gostei muito do seu post, principalmente por ter encontrado um ponto sobre o qual ninguém trata: datas não estabelecidas de retorno e viagem de longo prazo, o que me deixava insegura. Tenho viagem marcada para a Bélgica e de lá sigo para a Romênia, de onde continuo a viagem por terra (blablacar, carona, bus) pelo leste europeu. Por isso não quis pagar as taxas abusivas de passagem em aberto ou com possibilidade de alteração.
×