7. As seguintes categorias de pessoas são livres de pagarem emolumentos: a) parentes próximos – esposos, filhos (inclusive adoptados), pais (inclusive encarregados de educação ou tutores), avós, netos dos nacionais dos estados-membros da UE que residem legalmente no território da Rússia; b) membros das delegações oficiais, os quais na base dum convite dirigido ao Estado-membro ou à UE participam nos encontros oficiais, consultas, negociações ou programas de intercâmbio, bem como nos eventos organizados no território da Federação da Rússia por organizações intergovernamentais; c) membros dos governos e parlamentos nacionais ou regionais, tribunais constitucionais ou supremos, caso eles não são livres de necessidade de obter o visto (conforme o Acordo sobre a facilitação da concessão dos vistos entre a Rússia e a UE); d) alunos, estudantes, estudantes em pos-graduação que se dirigem para estudos ou estágio de estudos e professores que os acompanham; e) pessoas de capacidades reduzidas e seus acompanhantes caso seja necessário; f) pessoas que apresentaram documentos comprovantes da necessidade de efectuar uma viagem de carácter humanitário, inclusive para tratamento médico de urgência, e seus acompanhantes, bem como para estar presente num enterramento ou visitar um próximo gravemente doente; g) participantes nos eventos desportivos internacionais de juventude e seus acompanhantes; h) pessoas que participam nas actividades científicas, culturais ou outras de carácter criativo, inclusive nos programas de intercâmbio entre universidades e outros; i) participantes nos programas oficiais de intercâmbio entre as cidades geminadas.

Leticia, para Londres os requisitos de entrada não são necesariamente os mesmos do restante da Europa porque o Reino Unido não faz parte do Espaço Schengen. No entanto, eu recomendo seguir o mesmo padrão europeu, levando os mesmos documentos (seguro viagem, comprovante de estadia, passagem de volta, etc) pois garante que não terá problemas na entrada.
Alemanha, Andorra, Austrália, Áustria, Bélgica, Brunei, Chile, Coreia do Sul, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Holanda, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Japão, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Mônaco, Nova Zelândia, Noruega, Reino Unido, República Checa, San Marino, Singapura, Suécia e Suíça.
Las características intuitivas de Lucidchart te traen una herramienta de creación de diagramas que es fácil desde el principio. Puedes equipar a toda tu organización con Lucidchart por la mitad del costo de Visio. No solo ahorrarás dinero, también experimentarás mejoras de productividad. Con las cuentas Gratuita, Básica, Pro y Equipo, encontrarás un plan que se adecúe a tus necesidades y presupuesto.
Os pais ou guardiães legais tem que assinar a autorização de viagem perante um notário/tabelião ou terem suas assinaturas autenticadas por um notário público/tabelião. A autorização de viagem deve conter uma data de expiração, determinada pelos pais ou guardiães legais. Se a validade não for especificada, autorização será considerada válida por dois anos. Duas cópias são necessárias: uma para ficar retida com o agente supervisor da Polícia Federal na inspeção de embarque e a segunda para permanecer com o menor/adolescente. Cada viagem requer autorizações separadas. Para maiores informações favor verificar o Manual relativo a Viagens de Menores Brasileiros ao Exterior (PDF – 1.89MB).
é importante tb vc saber q se vc nao for pegar um vôo direto BR – PT, ou seja, se for fazer conexao em outro país, vc tem q procurar informaçoes especificas, pq se eu nao me engano, vc passará pela imigraçao nesse país de conexao. digo isso pq conheco uma pessoa q vai a portugal mes q vem e vai fazer conexao na espanha e tá pegando informaçoes concretas sobre o caso. pode ser q nao precise de nada, mas é melhor ter tudo certinho na hora do q ficar plantado no aeroporto por causa de problemas com documentos.
Estou indo para Lisboa e Madrid. Chego a Lisboa as 6,30 e as 13,10 estou indo para Madrid (fico 6 dias) e depois volto a Lisboa para ficar mais 16 dias e volto para o Brasil. Tem algum problema de chegar e sair no mesmo dia? Quando voltar de Madrid tenha que passar pela alfandega de novo em Lisboa? Tenho todas as exigências como reserva nos hoteis, passagens de ida e volta, comprovante de suficiência financeira e seguro. Então, a única duvida é chegar pela Azul em Lisboa as 6,30 e sair pela tap para Madrid no mesmo dia.
Por exemplo: Você vai viajar com a sua mãe durante 15 dias. A soma dos valores do limite do seu cartão de crédito e dela, o dinheiro em espécie que cada um está carregando e o saldo bancário precisa ser superior a €1950 euros, ou €975 euros para cada um. Não importa se já está tudo pago, esse é o valor mínimo a ser comprovado para o oficial da imigração. Leia Quanto Custa Viajar pela Ásia, Europa e América do Sul

Agora, os menores que estejam viajando sozinhos para fora do Brasil ou acompanhados por apenas um dos pais/guardiães legais ou terceiros terão que apresentar a autorização de viagem que obedeça a Resolução 131. A autorização terá que ser apresentada no momento do “check in” perante a empresa área, marítima ou terrestre, mesmo se os pais ou outros guardiães legais estiverem presentes.
SÃO 90 DIAS A CADA 180: O visto para a Europa que faz parte do Tratado de Schengen (26 países) é de 90 dias a cada 180 dias. Na prática você pode ficar 90 dias na Europa, 90 fora dela, pode voltar pra mais 90 dias e depois sair para 90 dias. No período de 6 meses, só pode ficar até 3 meses. Por exemplo: Você passou 20 dias viajando pela Itália e França. A partir da sua data de entrada na Itália, começou a contar os 90 dias de visto e os 180 dias de período da regra. Se voltar antes e fechar esses 180 dias, você terá apenas 60 dias para andar pelos países do Tratado de Schengen (26 países). Se você voltar depois que completou os 180 dias (a partir da data de entrada na Itália), você tem mais 90 dias para viajar livremente. 
A Carteira Internacional de Motorista é uma forma barata e útil de identificação para se ter à mão, mesmo que você não pretenda dirigir. Esta deverá ser emitida em seu próprio país, antes da viagem. Peça a sua carteira através da agência local ou nacional do seu automóvel clube. O requerimento normalmente exige uma ou duas fotos, carteira de motorista válida, uma forma adicional de identificação e o pagamento de uma taxa. A Carteira Internacional de Motorista não substitui a sua carteira de motorista normal, portanto, você deverá andar com ambas no bolso, caso planeje dirigir. A Carteira Internacional de Motorista é válida por um ano.
×