– A comprovação é por todo o período Schengen. Por este seu roteiro, ao entrar em Lisboa você tem que provar que se sustenta por 90 dias ou até a data de sua passagem de saída para a Croácia. Se seu roteiro fosse em outra ordem, por exemplo, Lisboa (30 dias) – Croácia (30 dias) – Sevilla (30 dias), aí sim sua comprovação seria apenas de 30, pois você sairia do Schengen pela Croácia e depois retornaria por Sevilla tendo que comprovar outros 30.

Por um lado esta não exigência do visto facilita bastante o planejamento de viagem. Mas por outro, é justamente por não exigirem autorização prévia que é tão importante checar todos os documentos para viajar para Europa antes de embarcar. Na hora de passar pela imigração, sua entrada pode ser recusada caso você não esteja de posse de algum dos itens obrigatórios da lista.

DÚVIDAS SOBRE A EMISSÃO DO PASSAPORTE? Recomendo você ligar gratuitamente para o número 194, ou andar e-mail para a Polícia Federal no endereço faleconosco@dpf.gov.br. Mais uma vez, como a Renata e eu não somos especialistas em passaporte, as perguntas relacionadas ao tema que forem deixadas nos comentários dessa página, serão aprovadas, porém não respondidas. Melhor não falar nada do que falar qualquer achismo, certo?


A ordem executiva expedida na sexta-feira dia 27 de janeiro explicitamente revogava a isenção da entrevista para renovação de vistos ("visa interview waiver"), criada durante o governo Obama. A imprensa americana (veja aqui e aqui) interpretou a lei ao pé da letra: a partir de agora, quem fosse renovar o visto americano perderia o benefício da isenção de entrevista, e precisaria agendar entrevista como os solicitantes de primeiro visto -- o que causaria confusão em consulados ao redor do mundo.
Aqui você encontra os mais variados Cursos Online Com Certificado, como o de Curso de Teologia, adestramento de cães, Enologia, curso de manutenção de ar condicionado, Curso de mecânica automotiva, curso de gastronomia, Curso de Pizzaiolo , Curso de eletricista residencial e mais… Com certeza você vai encontrar os Cursos Gratuitos Online que procura, caso você não encontre nos enviei um e-mail informando qual o curso que você gostaria que estivesse disponível para você começar a estudar.

No Brasil, a Polícia Federal é o órgão responsável pela emissão dos passaportes e para a maioria dos casos, o processo é bem simples. O passaporte comum para brasileiros tem validade de 10 anos e após esse período um novo deve ser emitido. Não existe renovação de passaporte e a cada 10 anos, ou toda a vez que for necessário, um novo documento é emitido e você passa a ter uma nova numeração.
Agora, internamente na Itália eu não sei dizer se aceitam que entre no país com os documentos que ela tem. Nisso vocês saberão dizer melhor do que eu. Talvez seja possível embarcar no Brasil com o passaporte brasileiro e desembarcar na Itália com algum documento oficial que ateste a cidadania, mas, novamente, não sei dizer sobre especificidades de leis locais. Sugiro que vocês aí na Itália verifiquem sobre esta alternativa.
MOCHILÃO LONGO: Se você vai fazer um mochilão longo, vai precisar planejar bem o tempo que vai ficar dentro do Espaço Schengen e o tempo que vai ficar fora. Por exemplo: Você quer ficar um ano sabático viajando pela Europa, para isso considere usar seus 90 dias consecutivos dentro do espaço e depois saia pelos 90 dias para Irlanda, Reino Unido, Bulgaria, Chipre, Croácia, Romênia e até Rússia, Turquia, Montenegro e Albânia. E só depois que fechar os 180 dias, volte. No mochilão fica fácil de planejar o roteiro considerando o tempo do visto.
A primeira etapa da solicitação do visto americano, é preencher o formulário de requisição que está disponível online (clique aqui para acessar o site do governo americano), o famoso formulário DS-160. O formulário está em inglês e também deve ser preenchido em inglês, mas o site oferece tradução das perguntas do formulário quando você passa o cursor do mouse sobre as frases. Nesse formulário, você vai preencher dados pessoais, de contato e informações sobre seu histórico de viagens, como por exemplo se já teve vistos negados ou se já foi deportado de algum país. No vídeo abaixo, eu explico passo a passo todos os campos do DS-160.
TRATADO DE SCHENGEN X UNIÃO EUROPEIA: Fazer parte na União Europeia não significa fazer parte do Tratado de Schengen, e vice-versa. Por exemplo: Liechtenstein, Islândia, Noruega, Suíça fazem parte do Tratado de Schengen, mas não fazem da União Europeia. Enquanto Irlanda, Reino Unido, Bulgaria, Chipre, Croácia e Romênia fazem parte da União Europeia, mas não fazem do Tratado de Schengen. Leia San Marino em 1 Dia: Tudo sobre o país mais antigo do mundo
Bom dia gostaria muito de uma informaçao moro na italia tenho uma.fillha que tem dupla nacionalidade italiana e brasileira ela nasceu aqui na italia com.pai italiano,, mas no momento ela esta.morando.no.brasil com.os.avos maternos,,, esse ano.quero.ir busca-la para.morar comigo aqui na italia ,,so que o passaporte italiano dela ta vencido e consegui renovar somente aquele.brasileiro,, a minha duvida e ela pode entrar somente com passaporte brasilero ou pode ter problemas ..desde ja muito obrigado aguardo uma resposta
7. As seguintes categorias de pessoas são livres de pagarem emolumentos: a) parentes próximos – esposos, filhos (inclusive adoptados), pais (inclusive encarregados de educação ou tutores), avós, netos dos nacionais dos estados-membros da UE que residem legalmente no território da Rússia; b) membros das delegações oficiais, os quais na base dum convite dirigido ao Estado-membro ou à UE participam nos encontros oficiais, consultas, negociações ou programas de intercâmbio, bem como nos eventos organizados no território da Federação da Rússia por organizações intergovernamentais; c) membros dos governos e parlamentos nacionais ou regionais, tribunais constitucionais ou supremos, caso eles não são livres de necessidade de obter o visto (conforme o Acordo sobre a facilitação da concessão dos vistos entre a Rússia e a UE); d) alunos, estudantes, estudantes em pos-graduação que se dirigem para estudos ou estágio de estudos e professores que os acompanham; e) pessoas de capacidades reduzidas e seus acompanhantes caso seja necessário; f) pessoas que apresentaram documentos comprovantes da necessidade de efectuar uma viagem de carácter humanitário, inclusive para tratamento médico de urgência, e seus acompanhantes, bem como para estar presente num enterramento ou visitar um próximo gravemente doente; g) participantes nos eventos desportivos internacionais de juventude e seus acompanhantes; h) pessoas que participam nas actividades científicas, culturais ou outras de carácter criativo, inclusive nos programas de intercâmbio entre universidades e outros; i) participantes nos programas oficiais de intercâmbio entre as cidades geminadas.
Depois, será necessário entrar no site oficial de Informação e Agendamento de Visto de Não Imigrante da embaixada dos EUA no Brasil, criar uma conta de usuário, inserir o número de confirmação DS-160, completar o processo de retorno dos documentos pelo serviço postal, pagar as taxas de solicitação do Visto de não Imigrante (MRV) e agendar uma entrevista na Seção Consular – há quatro disponíveis no Brasil: em Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.
Leticia, para Londres os requisitos de entrada não são necesariamente os mesmos do restante da Europa porque o Reino Unido não faz parte do Espaço Schengen. No entanto, eu recomendo seguir o mesmo padrão europeu, levando os mesmos documentos (seguro viagem, comprovante de estadia, passagem de volta, etc) pois garante que não terá problemas na entrada.
Com o DS-160 preenchido em mãos e o Application ID anotado, é hora de acessar o site de vistos dos EUA para agendas as entrevistas (clique aqui para acessar o site). Dependendo do seu caso, pode ser necessário agendar uma pré-entrevista, no CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) e uma outra entrevista subsequente no consulado ou embaixada. Em alguns casos de renovações, você pode ser dispensado da entrevista e só precisar comparecer à pré-entrevista do CASV. Cada caso é um caso, e somente o sistema de vistos ou a central de agendamento, poderá te informar como você deverá proceder.
Passaporte e visto americano são dois temas muito pedidos aqui no VPD e hoje vamos tentar ajudar a todos que buscam um passo a passo de como se preparar para uma viagem ao exterior. Vale lembrar que é recomendado que ambos passaporte e visto sejam obtidos antes mesmo da compra da passagens e reserva dos hotéis, pois sem eles uma pessoa não pode entrar nos EUA.
parabéns pelo artigo, me ajudou bastante e lendo os comentários ( parabéns mais uma vez porque vi que você responde a todos) também consegui sanar muitas dúvidas que tinha sobre viajar pra Europa. Meu caso é o mesmo da maioria dos comentários: será minha primeira viagem desse tipo, inclusive fiz agora meu requerimento para o passaporte pois nem isso tenho ainda =) … também nem sabia a respeito do Espaço Schengen e estou pesquisando mais sobre ele mas já sei mais ou menos os países que o compõem. Meu medo (pavor na verdade) é o idioma pois sou amador e em conversação não tenho experiência alguma, somente leio bem mas pra ouvir sou péssimo… alguma dica?
TRATADO DE SCHENGEN X UNIÃO EUROPEIA: Fazer parte na União Europeia não significa fazer parte do Tratado de Schengen, e vice-versa. Por exemplo: Liechtenstein, Islândia, Noruega, Suíça fazem parte do Tratado de Schengen, mas não fazem da União Europeia. Enquanto Irlanda, Reino Unido, Bulgaria, Chipre, Croácia e Romênia fazem parte da União Europeia, mas não fazem do Tratado de Schengen. Leia San Marino em 1 Dia: Tudo sobre o país mais antigo do mundo
Os visitantes provenientes de todos os demais países além dos citados anteriormente precisam de um visto dos Estados Unidos, que pode ser obtido através do consulado ou embaixada americana mais próxima. Marque uma entrevista com bastante antecedência à data em que planeja viajar, pois pode haver espera. Consulte a embaixada sobre quais formulários precisará preencher, que taxas deverá pagar (guarde o recibo) e que documentos deverá trazer para a entrevista. Os vistos geralmente são emitidos cerca de três semanas após a entrada do pedido no consulado.
Vou começar meu Work Exchange agora em novembro e tenho dúvidas em relação a comprovação financeira. Estou agora na Irlanda e o roteiro começa por Lisboa (30 dias), Sevilha (30 dias) e Toulouse (30 dias), daí saio do Espaço Schengen pra ficar mais 90 pela Croácia/Sérvia e então volto ao Espaço Schengen pela Alemanha para ficar mais 90 dias em Schengen. Entendi através dos comentários que só precisarei apresentar os documentos de seguro, comprovação financeira e carta de acomodação no ato de entrada do espaço (Lisboa), saída (Croácia) e entrada (Alemanha).
Agora, internamente na Itália eu não sei dizer se aceitam que entre no país com os documentos que ela tem. Nisso vocês saberão dizer melhor do que eu. Talvez seja possível embarcar no Brasil com o passaporte brasileiro e desembarcar na Itália com algum documento oficial que ateste a cidadania, mas, novamente, não sei dizer sobre especificidades de leis locais. Sugiro que vocês aí na Itália verifiquem sobre esta alternativa.
Visitantes da Flórida que estejam viajando com um passaporte válido, provenientes da Grã Bretanha, Irlanda, Holanda, França, Alemanha, Espanha, Itália, Japão, Suécia, Portugal e Suíça (e de 16 outros países; visite travel.state.gov para ver a lista completa), não necessitam de visto para viagem de férias ou de negócios com permanência nos Estados Unidos de até 90 dias. No entanto, é preciso que todos os visitantes estejam de posse de passagens de ida-e-volta, ou de retorno ao país de origem. Para permanências mais longas, todos os visitantes internacionais precisam obter um visto B-2 (turista a passeio não imigrante), que é válido por seis meses.
Thais, se você tem todas as comprovações de todo o período da viagem não há com o que se preocupar. Você só apresentará aquilo que for pedido. Mostre primeiro a saída para o Marrocos, e se pedirem a volta para o Brasil, apresente em seguida. Se estiver com medo por não ter as comprovações de hospedagem no Marrocos, faça reservas canceláveis no Booking para apresentar à imigração como garantia.

The e-Visa fee payment status updation may take up to 2 hours due to technical reasons/network delays. Before re-applying, the applicants are requested to wait for 2 hours for payment status updating, after final submission of the application form and payment of the fee. In cases, where e-Visa fee has been deducted but status is not updated, the applicants are advised to verify their payment status by clicking on 'Verify Payment/Pay Visa Fee' tab or by clicking on the link Verify Payment.

Para alugar um carro você vai precisar de sua carteira de motorista, passaporte e um cartão de crédito. A idade mínima permitida para o aluguel de veículos é 21 anos, entretanto, algumas locadoras cobrarão mais para motoristas com menos de 25 anos. As empresas principais permitem que você apanhe o carro em um local e devolva em outro diferente (pagando uma taxa adicional). Normalmente, você pode fazer a sua reserva diretamente do seu país de origem, antes de viajar, por telefone ou pela Internet. Abaixo encontram-se as páginas eletrônicas das locadoras de veículos internacionais mais comumente usadas: 
O que nós fazemos desde sempre é: levar um pequeno valor em euro para emergência e um cartão internacional desbloqueado, e chegando no aeroporto de Paris, realizar os saques em qualquer caixa eletrônico compatível com sua bandeira. A taxa de saque sai mais barata do que a conversão em casas de câmbio. E cartão pré pago hoje em dia é muito pouco utilizado. Sobre o valor é um pouco difícil de dizer, pois nunca ficamos esses dias todos em Paris, então não sabemos o valor de passeios e tal. Hospedagem e alimentação na cidade são caros.

Vou para a Europa dia 27/07 e retorno dia 05/09, minha passagem de ida é pela airfrance/klm Rio-Londres, porém peguei um stopover em Amsterdam. A minha imigração então vai ser em Amsterdam somente ou terei outra em Londres? Em amsterdam já reservei o hostel, mas em Londres ficarei na casa de uma amiga brasileira. Da tempo dela fazer a carta convite ou melhor eu fazer uma reserva no booking? De Londres sigo viagem para Lisboa por 2 dias (já comprei o voo pela eurowings) e trem para Algarve. Eu passo de novo pela imigração em Portugal? Sairei do Brasil, a princípio, com 2mil a 3mil euros em especie (pq creio que pelo limite e por segurança não deva sair com mais, certo?) + cartão de crédito platinum e black com limites bons e cartão de debito. Vale a pena os cartões pré pagos ou vc aconselha usar o débito do banco normal? (Meu banco é sangander) É suficiente? Meu seguro viagem foi emitido pelo cartão black também, o mesmo que comprei a passagem ida e volta, serve? Sigo depois de Algarve para Marbella, Valencia, Barcelona e Madrid. (Ainda não vi passagens – marbella e valencia casa de amigos, barcelona airbnb e madri hostel. Meu voo é Madri – Rio com stopover em Paris (já tenho a reserva do hostel). A minha duvida: quantas imigrações eu passo? Preciso apresenter todos os comprovantes de hospedagens e passagens internas? O que aconselha? Desde já agradeço. Abraços, Patricia.
Os vistos de não-imigrantes são destinados a cidadãos de outros países que estejam indo temporariamente para os EUA. O visto permite que você viaje a uma porta de entrada nos EUA (aeroporto, por exemplo) e solicite permissão de um funcionário do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna (DHS) para entrar nos Estados Unidos. Um visto não garante a entrada nos Estados Unidos.
Bom dia amigo, estou planejando uma viagem de cerca de um ano pela Europa, mochilando e fazendo work exchange dentro e fora da área Schengen. Entretanto, me deparo com o problema da passagem de volta, já que mochilando e conhendo novas pessoas posso mudar de destino facilmente, não tendo assim como prever onde estarei depois de 90 dias e para qual país fora da área que irei. Você tem alguma sugestão em como eu poderia contornar esse problema?
Visitantes da Flórida que estejam viajando com um passaporte válido, provenientes da Grã Bretanha, Irlanda, Holanda, França, Alemanha, Espanha, Itália, Japão, Suécia, Portugal e Suíça (e de 16 outros países; visite travel.state.gov para ver a lista completa), não necessitam de visto para viagem de férias ou de negócios com permanência nos Estados Unidos de até 90 dias. No entanto, é preciso que todos os visitantes estejam de posse de passagens de ida-e-volta, ou de retorno ao país de origem. Para permanências mais longas, todos os visitantes internacionais precisam obter um visto B-2 (turista a passeio não imigrante), que é válido por seis meses.
Por exemplo: Você vai viajar com a sua mãe durante 15 dias. A soma dos valores do limite do seu cartão de crédito e dela, o dinheiro em espécie que cada um está carregando e o saldo bancário precisa ser superior a €1950 euros, ou €975 euros para cada um. Não importa se já está tudo pago, esse é o valor mínimo a ser comprovado para o oficial da imigração. Leia Quanto Custa Viajar pela Ásia, Europa e América do Sul

Com o DS-160 preenchido em mãos e o Application ID anotado, é hora de acessar o site de vistos dos EUA para agendas as entrevistas (clique aqui para acessar o site). Dependendo do seu caso, pode ser necessário agendar uma pré-entrevista, no CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) e uma outra entrevista subsequente no consulado ou embaixada. Em alguns casos de renovações, você pode ser dispensado da entrevista e só precisar comparecer à pré-entrevista do CASV. Cada caso é um caso, e somente o sistema de vistos ou a central de agendamento, poderá te informar como você deverá proceder.
bom dia, eu vou viajar para paris/França em janeiro de 2019. vou ficar 15 dias. passagem ida e volta, seguro viagem, carta convite. só vou levar 200 euros em especie. nao tenho cartão de credito e meu nome está sujo. meu irmao é cidadao frances e lá é ele que vai bancar todas as minhas despesas. se eu for questionado na imigração qual seria a minha conduta? obs estarei de ferias do trabalho e levarei o aviso de ferias original e outro traduzido para o frances, carimbado pelo rh da empresa onde trabalho.
Minha dúvida é a seguinte; estou pretendendo viajar para a Europa em Março de 2019 por aproximadamente 25 dias. Com saída Recife Lisboa Recife. Em Lisboa tenho uma prima com cidadania que me dará uma carta convite, mas so pretendo visita-la por cinco dias apenas… Pois meu irmão que é cidadão britânico estará também em Portugal onde ficaremos esses cinco dias juntos e daí. Pretendo seguir com ele para Escócia, seu país de residência, onde ficarei uns 20 dias e retorno para Portugal no dia do embarque para Recife. Tenho todos os requisitos ja mencionados para apresentar na imigração de ambos os países; mas o problema e a pergunta que não quer calar é a seguinte: em 2009 eu fui para Portugal visitar essa mesma prima para passar o Natal, fiquei lá uma semana e segui viagem para Dublin pois ja tinha passagem e hospedagem paga… Era pra eu ter retornado para embarcar de volta pro Brasil na primeira demana de janeiro de Lisboa, mas acabei mudando meu itinerário e segui viagem para Escócia para romper a entrada de ano com meu irmão, acabei me empolgado e ultrapassei o tempo pernitido de 90 dias ainda na Escócia. Quando retornei para o Brasil por Londres claro fui interrogado pelos oficiais de imigração que carimbaram meu antigo passaporte… Bom agora depois de 9 anos ainda atendendo todos os requisitos quais as chances da minha entrada ser recusada? O fato de eu não ter registro de retorno ao Brasil por Portugal por ter ido pra Irlanda entende-se como se eu ainda estivesse por lá ilegalmente?
Passaporte e visto americano são dois temas muito pedidos aqui no VPD e hoje vamos tentar ajudar a todos que buscam um passo a passo de como se preparar para uma viagem ao exterior. Vale lembrar que é recomendado que ambos passaporte e visto sejam obtidos antes mesmo da compra da passagens e reserva dos hotéis, pois sem eles uma pessoa não pode entrar nos EUA.
Se visitou já anteriormente um país inimigo do país que vai visitar agora e se tem o visto desse país no passaporte, talvez seja preferível entregar esse pas­saporte e pedir um novo. Com efeito, mesmo que possua a restante documen­tação em ordem, o facto de no seu pas­saporte constar a visita ao país inimigo é suficiente para que lhe seja recusada a admissão no país que agora pretende visitar.
Pra buscar o passaporte, basta retornar ao posto da PF na data estipulada. O documento deve ser retirado pela própria pessoa. Mesmo para os menores de 12 que não assinam, ou seja, têm em sua solicitação a marcação “menor não alfabetizado”, é preciso ele estar presente para a entrega do passaporte a um dos seus pais ou responsável legal. Não são os dois pais que precisam ir junto nessa etapa, apenas um já basta. Com passaporte em mãos, corra para casa e dê início a solicitação do visto.

Vou começar meu Work Exchange agora em novembro e tenho dúvidas em relação a comprovação financeira. Estou agora na Irlanda e o roteiro começa por Lisboa (30 dias), Sevilha (30 dias) e Toulouse (30 dias), daí saio do Espaço Schengen pra ficar mais 90 pela Croácia/Sérvia e então volto ao Espaço Schengen pela Alemanha para ficar mais 90 dias em Schengen. Entendi através dos comentários que só precisarei apresentar os documentos de seguro, comprovação financeira e carta de acomodação no ato de entrada do espaço (Lisboa), saída (Croácia) e entrada (Alemanha).
Estou indo para Lisboa e Madrid. Chego a Lisboa as 6,30 e as 13,10 estou indo para Madrid (fico 6 dias) e depois volto a Lisboa para ficar mais 16 dias e volto para o Brasil. Tem algum problema de chegar e sair no mesmo dia? Quando voltar de Madrid tenha que passar pela alfandega de novo em Lisboa? Tenho todas as exigências como reserva nos hoteis, passagens de ida e volta, comprovante de suficiência financeira e seguro. Então, a única duvida é chegar pela Azul em Lisboa as 6,30 e sair pela tap para Madrid no mesmo dia.
In some rare scenarios it may happen where the application is not shown Payment successful page post completion of transaction, which may be due to a drop in connectivity leading to non-receipt of success response. If the applicant does not receive any success message even after card account has been charged, a refund shall be initiated after due reconciliation process to the applicants? card account.
Ao marcar a caixa de seleção, fornecendo o endereço de e-mail e selecionando "Registre-se", você concorda que seus dados pessoais sejam processados (no intervalo indicado no formulário acima) pela eSky.pl S.A. com sede em Radom – Polônia (administrador de dados) para marketing dos serviços da eSky.pl S.A., incluindo aqueles que se baseiam na análise das minhas preferências e comportamentos no site eSky.pl S.A., com a finalidade de enviar o e-mail mencionado acima.
4. Caso o solicitante entrega os documentos comprovativos para a concessão do visto num prazo de 3 dias ou menos antes da data da partida prevista é cobrado o emolumento consular de 70 euros. Esta disposição, conforme p.3 do Artigo 6 do Acordo sobre a facilitação da concessão dos vistos entre a Rússia e a UE, não é aplicada em relação a: a) membros de delegações oficiais os quais, na base dum convite oficial dirigido ao estado-membro da UE ou à União Europeia, participam em encontros oficiais, consultas, negociações ou programas de intercâmbios, bem como nos eventos realizados no território da Federação da Rússia por organizações intergovernamentais; b) pessoas de capacidades reduzidas e seus acompanhantes caso seja necessário; c) pessoas que apresentaram documentos comprovantes da necessidade de efectuar uma viagem de carácter humanitário, inclusive para tratamento médico de urgência, e seus acompanhantes, bem como para estar presente num enterramento ou visitar um próximo gravemente doente.
Meu filho, menor, irá passar alguns dias na Espanha hospedado no apto de amigos. Além de não ter certeza de qual é o visto que tem (estão fazendo um doutorado), gostaria de poupá-los do trabalho burocrático da carta convite. Sabem me dizer se a hospedagem de menor desacompanhado é legal por lá? Poderíamos fazer uma reserva no Booking no nome dele sem problemas?
boa tarde Carlos, muito esclarecedor seu blog. minhas duvidas: eu e meu marido faremos uma viajem em março/2019 do brasil a Paris/roma/amsterdã. ja temos as passagens, e precisamos fazer as reservas de hotel/hostel ou albergue. vc tem dicas de melhores preços?? , pq estamos fazendo uma viajem com valores bem reduzidos e nao queremos gastar muito. ficaremos em acomodações simples la nosso passeios serão os maios basícos possiveis.
É importante ressaltar que todos os documentos citados acima devem estar em boas condições, com fotos e todos os dados atualizados. Um RG super antigo, caindo aos pedaços, provavelmente não será aceito para a emissão do passaporte. A foto mesmo precisa ser atual (não recente), o que significa que um adulto em que a foto no RG é de criança, precisa tirar um novo documento antes de solicitar o passaporte.
Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.
Os táxis (chamados em inglês de “taxis” ou “cabs”) são facilmente encontrados nas saídas de aeroportos, terminais de transporte público e grandes hotéis. Você poderá pedir ao concierge ou a alguém na recepção do seu hotel para lhe dar o número do telefone do serviço de táxi, ou para chamar um táxi para você. Outra alternativa é procurar nas Páginas Amarelas sob o título “Taxicabs.”
Para viajantes brasileiros, é necessário que o passaporte esteja válido durante o período de permanência. Viajantes de outros países necessitam de passaporte válido por, no mínimo, seis meses para além do período de permanência nos Estados Unidos, a menos que o seu país seja isento desse requerimento. Para encontrar a lista completa de países isentos da lei de seis meses, clique aqui. Se o passaporte estiver danificado, recomendamos que você obtenha um novo antes de solicitar o visto para evitar qualquer atraso no processo; e 

Meu filho, menor, irá passar alguns dias na Espanha hospedado no apto de amigos. Além de não ter certeza de qual é o visto que tem (estão fazendo um doutorado), gostaria de poupá-los do trabalho burocrático da carta convite. Sabem me dizer se a hospedagem de menor desacompanhado é legal por lá? Poderíamos fazer uma reserva no Booking no nome dele sem problemas?
Visitantes da Flórida que estejam viajando com um passaporte válido, provenientes da Grã Bretanha, Irlanda, Holanda, França, Alemanha, Espanha, Itália, Japão, Suécia, Portugal e Suíça (e de 16 outros países; visite travel.state.gov para ver a lista completa), não necessitam de visto para viagem de férias ou de negócios com permanência nos Estados Unidos de até 90 dias. No entanto, é preciso que todos os visitantes estejam de posse de passagens de ida-e-volta, ou de retorno ao país de origem. Para permanências mais longas, todos os visitantes internacionais precisam obter um visto B-2 (turista a passeio não imigrante), que é válido por seis meses.

Os Estados Unidos anunciaram restrições sobre novas solicitações de visto no Irã, Líbia, Coreia do Norte, Somália, Síria, Venezuela e Iêmen. Estão isentas dessas restrições todos os atuais portadores de vistos , os quais têm permissão para viajar e solicitar sua entrada nos Estados Unidos. Nenhum visto existente será revogado. A categoria de visto e o tipo de solicitante de visto que poderão ser afetados, bem como as isenções disponíveis, variam de país para país. 
Quem viaja a Europa a convite de alguém ou participará de evento deve apresentar na imigração carta-convite obrigatória, emitida pelo cidadão daquele país ou que tenha autorização legal para viver lá, ou da empresa organizadora do evento. A carta convite deve ter firma reconhecida lá e deve ser encaminhada a pessoa aqui no Brasil que vai viajar, para que esta seja apresentada no momento do seu desembarque no aeroporto ao oficial da imigração.
5. Conforme as regras gerais o emolumento consular pela concessão do visto é de 35 euros (são excluidos desta regra o visto de trabalho, o visto de ensino que prevê o curso completo de educação nos estabelecimentos de ensino na Rússia, o visto do residente temporário e o visto para solicitar asilo – no caso da concessão destas categorias as tarifas cobradas continuam as mesmas).
A Carteira Internacional de Motorista é uma forma barata e útil de identificação para se ter à mão, mesmo que você não pretenda dirigir. Esta deverá ser emitida em seu próprio país, antes da viagem. Peça a sua carteira através da agência local ou nacional do seu automóvel clube. O requerimento normalmente exige uma ou duas fotos, carteira de motorista válida, uma forma adicional de identificação e o pagamento de uma taxa. A Carteira Internacional de Motorista não substitui a sua carteira de motorista normal, portanto, você deverá andar com ambas no bolso, caso planeje dirigir. A Carteira Internacional de Motorista é válida por um ano.
7. As seguintes categorias de pessoas são livres de pagarem emolumentos: a) parentes próximos – esposos, filhos (inclusive adoptados), pais (inclusive encarregados de educação ou tutores), avós, netos dos nacionais dos estados-membros da UE que residem legalmente no território da Rússia; b) membros das delegações oficiais, os quais na base dum convite dirigido ao Estado-membro ou à UE participam nos encontros oficiais, consultas, negociações ou programas de intercâmbio, bem como nos eventos organizados no território da Federação da Rússia por organizações intergovernamentais; c) membros dos governos e parlamentos nacionais ou regionais, tribunais constitucionais ou supremos, caso eles não são livres de necessidade de obter o visto (conforme o Acordo sobre a facilitação da concessão dos vistos entre a Rússia e a UE); d) alunos, estudantes, estudantes em pos-graduação que se dirigem para estudos ou estágio de estudos e professores que os acompanham; e) pessoas de capacidades reduzidas e seus acompanhantes caso seja necessário; f) pessoas que apresentaram documentos comprovantes da necessidade de efectuar uma viagem de carácter humanitário, inclusive para tratamento médico de urgência, e seus acompanhantes, bem como para estar presente num enterramento ou visitar um próximo gravemente doente; g) participantes nos eventos desportivos internacionais de juventude e seus acompanhantes; h) pessoas que participam nas actividades científicas, culturais ou outras de carácter criativo, inclusive nos programas de intercâmbio entre universidades e outros; i) participantes nos programas oficiais de intercâmbio entre as cidades geminadas.
parabéns pelo artigo, me ajudou bastante e lendo os comentários ( parabéns mais uma vez porque vi que você responde a todos) também consegui sanar muitas dúvidas que tinha sobre viajar pra Europa. Meu caso é o mesmo da maioria dos comentários: será minha primeira viagem desse tipo, inclusive fiz agora meu requerimento para o passaporte pois nem isso tenho ainda =) … também nem sabia a respeito do Espaço Schengen e estou pesquisando mais sobre ele mas já sei mais ou menos os países que o compõem. Meu medo (pavor na verdade) é o idioma pois sou amador e em conversação não tenho experiência alguma, somente leio bem mas pra ouvir sou péssimo… alguma dica?
Bom dia gostaria muito de uma informaçao moro na italia tenho uma.fillha que tem dupla nacionalidade italiana e brasileira ela nasceu aqui na italia com.pai italiano,, mas no momento ela esta.morando.no.brasil com.os.avos maternos,,, esse ano.quero.ir busca-la para.morar comigo aqui na italia ,,so que o passaporte italiano dela ta vencido e consegui renovar somente aquele.brasileiro,, a minha duvida e ela pode entrar somente com passaporte brasilero ou pode ter problemas ..desde ja muito obrigado aguardo uma resposta
Faça a carta na língua local do país que você vai ficar e uma segunda versão em inglês. A pessoa vai assinar e registrar essa carta em algum órgão oficial do país que ela reside legalmente. A carta deve ser feita pelo computador, assinada, registrada e enviada para que você imprima no Brasil, salvo em situações em que o país de entrada exija a carta original. Não esqueça de pedir a cópia de um documento oficial do seu anfitrião para anexar a carta. Na carta, inclua seus dados como nome, passaporte, nacionalidade, profissão e endereço de residência. Vale o mesmo para o seu anfitrião. 
×